SAÚDE DA MULHER: Ramonilson Alves ressalta a necessidade de ampliação das políticas públicas de prevenção ao câncer de mama e de colo do útero

Nesta quinta-feira, 27/01, Ramonilson Alves reiterou a importância da ampliação de políticas públicas que possam oportunizar às mulheres o acesso aos exames de mamografia e colposcopia, que ajudam prevenir respectivamente o câncer de mama e de colo do útero.

Ainda segundo o ex-juiz, as intervenções empreendidas por meio da campanha “outubro rosa” devem estender-se durante todo o ano, suscitando nos órgãos responsáveis uma busca ativa por mulheres que nunca realizaram a referida avaliação médica, seja por desconhecimento ou por ausência dos serviços nas unidades básicas de saúde.

“É preponderante que o Estado possa chegar às regiões mais longínquas com o intuito de conscientizar à população feminina sobre a importância do autocuidado. Para além disso, é preciso viabilizar o atendimento ginecológico permanente por intermédios de mutirões, em especial entre as senhoras de mais de 60 anos, faixa de maior incidência do câncer de mama”, destacou.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2020, foram contabilizados 49.692 casos de câncer de mama e 16.590 de câncer de colo do útero em todo o Brasil. Ainda segundo a entidade, o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em até 95%.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.