Enfermeiro dorme no terraço para proteger mãe de contágio do Coronavírus na Paraíba

O técnico de enfermagem, Joseildo da Silva Batista, de 34 anos, está dormindo no terraço de casa para não contaminar a mãe, em Campina Grande, na Paraíba. Joseildo trabalha na linha de frente dos casos suspeitos que chegam a UPA do município.

A mãe de Joseildo tem 74 anos, sofre de asma, tem pressão alta e há um mês sofreu um infarto. Por isso ele tomou a decisão de dormir no terraço da casa.

Segundo ele, a demanda na unidade de saúde no momento não é tão grande. Joseildo disse que os casos que chegam são suspeitos, então os pacientes são atendidos e ficam na área amarela aguardando a transferência pro hospital de referência.

“Antes de todo esse processo da Covid-19, eu dormia numa cama de solteiro e minha mãe dormia com a minha irmã em outra cama, mas no mesmo quarto e minha irmã dormia com as minhas duas sobrinhas no outro quarto. Quando tomamos conhecimento da gravidade desse vírus, eu fiquei com medo de me contaminar e passar não só para a minha mãe, mas toda a minha família”, disse.

Ele conta que com o salário que ganha, de R$ 946 reais líquido, mais o desconto da pensão do filho de 7 anos e ainda as despesas da casa, não consegue alugar um quarto para morar durante este período.

“A única forma de eu não ter um contato era indo dormir no terraço. Peguei uma cama velha que tinha no quintal e lavei. Como vi que não tinha condições de ficar devido ao mal cheiro eu coloquei uma rede é fiquei dormindo na rede. Passo a maior parte do dia na rede, e na calçada de casa. Nesse momento meu maior medo é contaminar minha mãe”, finalizou.

ClickPB

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *