Cinco açudes do Vale do Piancó seguem sangrando

Pelo menos cinco açudes localizados em cidades da região do Vale do Piancó, no Sertão paraibano, seguem com sangramento, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). Os volumes baixaram após a pausa das chuvas, mas os mananciais ainda continuam com números superiores à capacidade máxima.

De acordo com o órgão de monitoramento, entre os reservatórios transbordando, estão Poço Redondo, em Santana de Mangueira (9.665.309 m³); Frutuoso II, em Aguiar (3.619.307 m³); Roçado, Conceição (729.605 m³); Cafundó, Serra Grande (314.383 m³); e Pimenta, São José de Caiana (257.916 m³).

Vários outros açudes chegaram a sangrar com as fortes chuvas deste ano, como por exemplo o Cachoeira dos Alves — principal abastecedor de Itaporanga — no entanto, com a falta recente de precipitações, perderam volumes.

O maior reservatório da região, o de Coremas, encontra-se longe da sangria. O manancial esteve em situação crítica, chegando a ficar com apenas 7% da capacidade total, mas ganhou “fôlego de vida” após o rio Piancó, que deságua direto no leito, receber recargas.

Atualmente, está com 294.238.518 metros cúbicos, o equivalente a 39,54%. Já o Mãe Dágua, localizado no mesmo município, com 207.209.337 m³, ou seja, 38,2%.

Diamante Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *