Bispo Dom Eraldo rebate críticas sobre sua participação em movimento nesta terça (07), em Patos

O Bispo Dom Eraldo, da Diocese de Patos, se manifestou nesta quarta-feira, dia 8 de setembro, sobre as críticas que recebeu por ter participado do movimento da esquerda ‘O Grito dos excluídos’, que partiu da praça João Pessoa, nessa terça (7).

Em entrevista ao jornalista Higo de Figueiredo, da Rádio Espinharas, Dom Eraldo afirmou que está de consciência tranquila, pois considera sua participação como natural e condizente com a sua atuação junto aos mais necessitados.

“Sempre estaremos expostos a essas situações. Se eu tivesse participado de outra linha, com certeza estaria recebendo críticas contrárias. Como eu participei do ‘Grito dos excluídos ‘, não poderia deixar as lideranças da igreja e lideranças sociais sozinhas ao sol e eu em casa, teria pecado por omissão. Me expus para me fazer presente como Diocese de Patos, como expliquei anteriormente. As críticas devem ser consideradas, vivemos em uma sociedade pluralista, com diversidade de conceitos e opiniões, pensamentos e ações. A igreja está tranquila, consciente de que poderíamos ser alvo de grandes críticas”, declarou Dom Eraldo.

O Bispo disse ainda que faz parte de sua caminhada evangelística estar em comunhão com a comunidade e defender os direitos dos fiéis. Segundo ele, não negou sua fé e não praticou contra os princípios da Igreja Católica.

“Em nenhum momento neguei a doutrina da igreja. Estou no caminho da evangelização e a Diocese de Patos nunca ficou longe das grandes reflexões. As críticas não são motivo de desânimo nem de escândalo. Fico tranquilo e estou disposto a fazer este caminho à luz do evangelho. ‘Eu vim para que tenham vida’ então onde a vida estiver sendo prejudicada, ameaçada, ali é lugar da igreja entrar e dizer uma palavra. É melhor talvez sofrer este tipo de desconforto do que ficar com a consciência pesada por ter agido com omissão”, finalizou o bispo Dom Eraldo.

Patosonline

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *