Mais de 200 gestores da Paraíba têm contas julgadas irregulares pelo TCU

Os nomes de 212 gestores paraibanos aparecem na relação de responsáveis com contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e podem ser enquadrados na lei da Ficha Limpa e, com isso, ficam impedidos de disputar as eleições deste ano. A relação, disponível no site do TCU, vai ser entregue pelo presidente do órgão ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na tarde desta quinta-feira (9).

O documento apresenta 339 condenações impostas pelo órgão de controle. Alguns dos gestores aparecem na lista com pelo menos sete contas julgadas irregulares pelo TCU. Na relação, também aparecem dois ex-reitores de universidades federais na Paraíba.

Segundo o TCU, o objetivo da lista é informar à Justiça Eleitoral quais gestores públicos tiveram as contas rejeitadas por causa de irregularidades. Cabe à Justiça Eleitoral, com base nos critérios definidos pela lei, declarar a inelegibilidade destas pessoas, caso entenda ser a medida cabível.

A reprovação das contas pelo TCU não é garantia de inelegibilidade. No caso dos ex-prefeitos, é preciso também que a recomendação do Tribunal de Contas seja aprovada pela Câmara dos Vereadores da cidade. Confira aqui a lista completa, por estado, dos responsáveis com contas julgadas irregulares.

G1 Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *