Segundo relatos, Dom Eraldo teria humilhado professora na frente de alunos durante visita a escola

dom-eraldoNa manhã desta sexta-feira (29), a escola João Rogério Dias de Tolêdo, em Assunção, uma das principais escolas de referência no cariri paraibano, ficou bastante movimentada.

O motivo de todo o alvoroço foi a visita do reverendo Dom Eraldo Bispo da Silva, bispo diocesano de Patos, que por um comportamento errôneo, causou indignação em todos os que ali estavam.

Segundo relatos de Enos que também leciona na dita escola, a autoridade religiosa teria repudiado veementemente a forma de vestir-se de uma das professoras, criticando-a por a mesma possuir tatuagens e piercing. A professora foi desclassificada, humilhada e desmoralizada diante de três turmas de alunos.

Lembrando que a dita professora já leciona na escola João Rogério a mais de 16 anos e nunca ninguém reclamou de seu modo de vestir-se, aliás, citada por muitos como uma das melhores professoras da escola nos últimos anos.

A atitude infeliz de Dom Eraldo, causou grande repúdio nos professores, alunos, pais de alunos e uma grande parte da população Assunçãoense, que usaram as redes sociais,para lamentar o ocorrido.

Erivaldo Guedes

7 comentários em “Segundo relatos, Dom Eraldo teria humilhado professora na frente de alunos durante visita a escola

  • 30 de julho de 2016 em 12:49
    Permalink

    Sou católica mais não gosto desse bispo ele é um péssimo representante da igreja católica,quem é ele pra tá julgando as pessoas só deus pra fazer nosso julgamento.
    Seu bispo tenho tatuagens gosto de beber socialmente venha mim julgar ?

    Resposta
  • 30 de julho de 2016 em 19:45
    Permalink

    Pregam tanto a humildade de Cristo, só na teoria, e quem é ele pra julgar alguem? HIPÓCRITA.

    Resposta
  • 30 de julho de 2016 em 21:15
    Permalink

    adoro o bispo acho ele como pessoa excelente como bispo maravilhoso ele pega mesmo no pé de quem usá princo e tatuagem mas não ciguinifica que ele seja mal pessoa e que as pessoas que usam tatuagem tenham que condenar o nosso bispo com certeza jamais ele quisesse mágoa está professor me desculpe não tenho nada contra a quem usa até pôr quê cada um faz o que quer dá vida

    Resposta
  • 30 de julho de 2016 em 21:33
    Permalink

    Adoro o bispo como pessoa ele é excelente e um bispo maravilhoso ele pega mesmo no pé de quem usa tatuagem e brinco, mas isso não significa que ele seja uma mal pessoa. e nem quem usa tenham que fica com raiva do nosso bispo ele falou o que acha cada pessoa sabe o que quer dar vida até porque eu não tenho nada contra, não uso mais, acho bonito!

    Resposta
  • 30 de julho de 2016 em 21:36
    Permalink

    Sou contrário como se publica a matéria que faz todo juízo de valor negativo ao Sr. bispo, ou seja é o bispo que está julgando alguém, ou esses comentários estão julgando o bispo? O bispo é um pastor, têm conhecimentos não apenas teológico, mas sociológico também, e se ele falou noutro contexto? O bom mesmo seria os católicos amarem e respeitarem seu pastor, lembremos o pastor pode exortar e corrigir, lembremos ele o bispo tem um báculo se a ovelha erra ele pode corrigir, fazia tempo que eu via um homem tão profético como D. Eraldo, no lugar de condena-lo, porque não rezamos pelo nosso pastor diocesano.

    Resposta
  • 31 de julho de 2016 em 19:44
    Permalink

    NOTA DE ESCLARECIMENTO.
    ASSUNÇÃO, 29 DE JULHO DE 2016.
    Eu, Pe. Sebastião Gonçalves da Silva, Vigário Paroquial da Paróquia de Nossa Senhora da Assunção,
    Venho através desta nota esclarecer o fato que tem sido motivo de muitos comentários nas redes sociais.
    Durante a visita pastoral do Bispo Diocesano de Patos a Escola João Rogério Dias de Toledo na cidade de Assunção PB. O mesmo (Bispo) falando aos jovens(alunos) sobre o processo de globalização dos valores, citou o exemplo de estilos e modas globais como por exemplo: tatuagem. Momento este em que a professora discordou. Pelo fato de ela mesma usar algumas.
    O Bispo não a distratou e continuou a sua fala com os alunos. Após o fato ela se retirou e foi procurada pelo Bispo na sala dos professores e a mesma se negou a conversar.
    Um dos seus colegas resolveu comentar nas redes sociais a revelia da mesma.
    Portanto, o fato não dispõe de elementos suficientes para tanto.

    Resposta
  • 2 de agosto de 2016 em 13:45
    Permalink

    É necessário respeitar cada um com sua religião…
    É necessário respeitar cada um que não tenha religião!!!

    Religião nenhuma pode se colocar acima da lei e principalmente dos direitos e garantias fundamentais trazidos pela norma constitucional.

    \”Cada um no seu Quadrado\”, já dizia Tati quebra barraco.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *