Ministro do STF notifica paraibano Julian Lemos para explicar ofensas a advogados de Bolsonaro

O deputado federal Julian Lemos foi notificado pelo ministro do STF, Luis Roberto Barroso, para dar explicações sobre o pronunciamento que fez contra os advogados do presidente Jair Bolsonaro, Admar Gonzaga e Karina Kufa. A notificação foi feita nessa segunda-feira (11). A informação foi divulgada no blog da Bela Megale, no site de O Globo.

Logo após o vídeo em que Julian chama Admar Gonzaga de ‘vendilhão’, o advogado e Karina Kufa entraram com ação no STF de interpelação judicial contra o paraibano Julian Lemos para que ele explique essa declaração e a afirmação de que Karina deve devolver dinheiro do PSL. 

Julian já foi alvo de piada nas redes sociais de Eduardo Bolsonaro e é apontado como um dos ‘barrados’ no partido que o presidente quer fundar.

Em relação à época do vídeo, o deputado federal Julian Lemos desafiou o advogado Admar Gonzaga a provar que o diretório do PSL na Paraíba foi vendido. A declaração do advogado do presidente Jair Bolsonaro foi dada ao site Valor Econômico, no dia 16 de outubro.

O parlamentar e presidente do partido do presidente na Paraíba afirmou que processaria Admar Gonzaga para que ele prove a acusação feita. “Eu vou lhe interpelar na Justiça. Você não tem como provar. Você vende ilusões, induz nosso presidente ao erro e o preço você vai pagar na Justiça.”

Julian foi ao Instagram e publicou um vídeo dizendo que Admar é um “vendilhão  e irresponsável”.

ClickPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *