Governador exonera secretários investigados na Operação Calvário

O Diário Oficial do Estado trouxe, nesta quinta-feira (10), a exoneração de Ivan Burity e Aléssio Trindade, que ocupavam, respectivamente, os cargos de secretário executivo de Turismo e secretário da Educação e da Ciência e Tecnologia. Eles foram alvos da quinta fase da Operação Calvário, deflagrada nessa quarta (9). Ivan Burity está preso, enquanto Aléssio Trindade foi alvo de mandado de busca e apreensão.

José Arthur Viana Teixeira, outro investigado pela Calvário, também foi exonerado. Ele ocupava o cargo de coordenador de de Metrologia Legal do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq). As três exonerações, conforme atos do governador João Azevêdo (PSB), ocorreram a pedido dos investigados.

Gilson Andrade Lira foi o escolhido pelo chefe do executivo estadual para ocupar a vaga deixada por Ivan Burity. Cláudio Benedito Silva Furtado foi designado secretário executivo da Ciência e Tecnologia e reponderá, cumulativamente, pelo cargo de Secretário da Educação e da Ciência e Tecnologia, no lugar de Aléssio Trindade. O Diário Oficial não trouxe a substituição de José Arthur Viana Teixeira.

A quinta fase expandiu o âmbito de investigação da Operação Calvário. O Ministério Público da Paraíba (MPPB) confirmou que o esquema não se restringe à saúde pública, setor de onde foram desviados mais de R$ 1 bilhão, segundo o que foi divulgado no início das apurações, em dezembro do ano passado. Não foram informados detalhes da participação de cada uma das pessoas e empresas alvos desta etapa da Calvário. “A investigação continua”, avisou o MPPB.

Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *