Vereador acusa prefeito de Catingueira de cometer crime de irresponsabilidade fiscal. Gestor nega e afirma que agiu dentro da legalidade

O vereador Lindeilton Leite acusou durante sessão ordinária realizada no último sábado, dia 14, , o prefeito de Catingueira, Odir Borges, de cometer crime de irresponsabilidade fiscal, ao abrir créditos suplementares por decreto, sem autorização do poder legislativo.

O parlamentar afirmou ainda que o gestor cometeu o mesmo crime que ocasionou o impeachment de Dilma Rousseff.

Em contato com o jornalista Jordan Bezerra, Odir Borges negou as acusações e afirmou que agiu dentro da legalidade.

“Não fiz uso de créditos suplementares. Estou pedindo dotação suplementar. Estou pedindo para as pastas que necessitam. Não fiz uso de nenhum crédito suplementar”, afirmou o gestor.

O prefeito disse ainda que usou os recursos conforme manda a lei, ou seja, os 10% do orçamento.

“Tinha uma dotação de 10%. Foi usada e, agora, estou pedindo suplementação. Não foi usada nada que não esteja no orçamento. Se não for concedida, serão paralisados todos os serviços, inclusive os essenciais, como saúde e educação. Porque se eu fizer qualquer empenho aí sim estou usando sem dotação”, disse Dr. Odir.

Acompanhe AO VIVO a sessão ordinária da Câmara Municipal de Catingueira

Posted by Portal Catingueira on Saturday, 14 September 2019

Portal Catingueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *