VÍDEO: Pescador tem desejo atendido pela família e é sepultado ao som de muito forró, no Vale do Piancó

Na noite da quinta-feira passada, 27, morreu de problemas cardíacos no Hospital Regional de Patos o pescador aposentado Luiz Paulino de Limas, conhecido como Luiz Gerôncio, de 68 anos.

Luiz havia se aposentado há cerca de dois anos em decorrência de uma deficiência visual provocada pela forte diabetes e um glaucoma.

Ele era casado com a dona de casa Francisca Barbosa, conhecida como Dona Tica, e deixa seis filhos.

Seu Luiz era conhecido na cidade por ser uma pessoa muito feliz, todos admiravam o seu bom humor constante e mesmo na doença se mostrava feliz e compreensivo. Ele era apaixonado por forró e havia solicitado aos familiares que não tivesse choro no seu velório e que o seu cortejo fúnebre e o seu sepultamento fossem realizados ao som de Vicente Nery, um forrozeiro que ele admirava muito. Escolheu até a música que deveria ser tocada no cortejo: “Zé Goré”, cuja letra diz: “Larga do meu pé muié, larga do meu pé, que eu vou beber cachaça, hoje eu vou prum cabaré”.

A família atendeu o pedido e o cortejo e o sepultamento, que aconteceram na sexta-feira, 28/09, foi ao som de forró.  “A vontade dele foi respeitada. O carro de som tocou a música que ele pediu. Nós da família ficamos tristes, é claro, mas a confortava nosso coração saber que ele era feliz. Dessa forma fomos compreensivos porque era o pedido dele que a gente não demonstrasse tristeza com sua morte”, disse a filha Maria Paulino, conhecida como Bia, que é funcionaria pública e também pescadora em Coremas.

O fato repercutiu muito em Coremas e foi muito comentado nas redes sociais. Os comentários, em sua maioria, foram positivos. “A família está de parabéns por ter atendido o desejo dele, que era realmente uma pessoa alegre e de bem com a vida”, disse um popular. 

VEJA O VÍDEO:

Folha Patoense 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *