Polícia fará reprodução simulada de morte de agente em Patos

A morte do agente da Polícia Civil Klaus Cruz Lima, que aconteceu dentro de uma delegacia da cidade de Patos, no Sertão da Paraíba, no dia 29 de janeiro, será reconstituída pelo Instituto de Polícia Científica (IPC). Segundo Gabriella Henriques da Nóbrega, gerente do IPC, a reprodução simulada será realizada no início de março, logo após o período de Carnaval.

patos-delegacia-_policial_morto

Gabriella Henriques informou que, após a liberação dos laudos cadavéricos do agente e do preso, a Polícia Civil solicitou a reprodução simulada dos fatos – que é justamente uma perícia que busca reproduzir o evento criminoso que aconteceu no dia, com os atores que estavam presentes.

“A intenção do Instituto de Polícia Científica é de que todos os agentes que estavam presentes, as pessoas que visualizaram a situação, estejam presentes para poder traças suas versões”, explicou a gerente, destacando que a reprodução simulada será mais uma peça a ser somada ao processo investigativo, que já conta com aos dois laudos cadavéricos. O laudo balístico ainda está sendo concluído e não tem data para ser entregue.

O agente da Polícia Civil Klaus Cruz Lima, de 34 anos, foi assassinado a tiros dentro da Delegacia de Homicídios de Patos, no dia 29 de janeiro. O suspeito de ter efetuado os disparos é Emerson Benedito Dias, do Estado de São Paulo, que havia sido preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e estava com as mão algemadas no momento do crime. O preso era suspeito de pertencer a um grupo de assaltantes de banco e estava aguardando para prestar depoimento.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do Portal Catingueira no Facebook
Entre em contato com nossa redação:
Telefone e Whatsapp: (83) 996505757
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *