TCE emite alertas a vários gestores do Vale do Piancó e pede cuidados com possíveis irregularidades

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) emitiu, em três dias, 60 alertas a gestores municipais e estaduais para corrigirem irregularidades na execução orçamentária, financeira e patrimonial. Os atos foram emitidos entre segunda-feira (10) e quarta-feira (12), pelos conselheiros Fernando Catão, Arthur Paredes Cunha Lima, Marcos Antônio da Costa e Antônio Nominando Diniz Filho, decorrentes do Acompanhamento da Gestão em Tempo Real pela Corte de contas.

Os municípios onde foram observadas inconsistências na gestão são Gurjão, Ouro Velho, Barra de Santana, Alagoa Nova, Cabaceiras, Olho DÁgua (3), Areial (3), Puxinanã, Nova Olinda (2), Igaracy (2), Cabaceiras (3), Santana dos Garrotes, Boa Ventura, São Sebastião de Lagoa de Roça, Assunção, Santa Cruz (2), Cajazeirinhas (2), Remígio, Coremas, São José de Caiana, Santana de Mangueira (2), Diamante, Serra Grande (2), Itaporanga, Pedra Branca, Curral Velho (2), Santa Inês (2), São Bento (2), Ibiara, Taperoá, Aguiar, Conceição, São Domingos, Guarabira, Itapororoca (3), São Francisco, Mataraca, Amparo, Zabelê e São José de Caiana.

Já no âmbito estadual, foram alertados os titulares da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico.

O Alerta é uma ferramenta preventiva para que eventuais irregularidades possam ser eliminadas já na origem. Isso só é possível, pois o sistema de Acompanhamento da Gestão, em seu formato atual, permite que os auditores façam análises em tempo real, por meio do Portal do Gestor, portais das Prefeituras e diligências, dos atos de execução orçamentária, financeira e patrimonial durante todo o ano em curso.

Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *