NO VALE: Assaltantes rendem clientes e funcionários e fazem o rapa dentro de clínica médica

Por quase meia hora, cerca de 14 pessoas, entre as quais uma grávida, uma criança, um idoso e uma médica, ficaram amontoados dentro do banheiro de uma clínica na cidade de Itaporanga (PB), depois que assaltantes invadiram o local e renderam funcionários e clientes. O assalto ocorreu pouco depois das 10h da manhã desta quinta-feira, 27.

Dois criminosos armados entraram na Clínica Santa Lúcia, que fica na Rua Antônio Teixeira de Araújo, no Bairro Xique-Xique, e anunciaram o assalto. Depois de trancarem a clínica, eles tomaram 11 celulares dos funcionários e clientes. Notebooks e uma quantia em dinheiro do estabelecimento de saúde também foram levados pelos criminosos.

Eles chegaram e fugiram em uma motocicleta. Deixaram o local e as vítimas ficaram trancadas dentro do banheiro. Desesperadas, elas começaram a gritar e um vizinho percebeu que havia alguma coisa errada e foi até a clínica. A porta do banheiro foi aberta por fora e as pessoas puderam sair, todas muito apreensivas, entre elas a médica, que atendia no momento do assalto, e seu pai, um idoso, os dois membros da família proprietária da instituição privada. Há relatos de que a criança chorava muito e a mulher grávida também ficou em pânico.

Um dos proprietários da clínica, o médico Azif Davi Lemos, está em João Pessoa, mas tomou conhecimento de tudo que ocorreu. Conforme ele, as câmaras de segurança da clínica gravaram toda a ação dos assaltantes. “Eles entraram e logo mandaram desligar as câmeras, mas tudo foi agravado”, comentou o médico, ao lamentar o fato: “foi muita ousadia o que eles fizeram. Entraram, fecharam as portas e ficaram dentro da clínica por quase meia hora, procurando o que levar”.

Conforme Azif, é lamentável que um estabelecimento que recebe pessoas doentes seja alvo de um assalto tão ousado e violento, inclusive com cárcere privado. “As pessoas pensam que uma clínica porque tem movimento vai ter muito dinheiro, mas não tem, até porque grande parte dos clientes é para retorno ou para fazer algum agendamento”, comentou.

Para o médico, o assalto ocorrido em sua clínica é um retrato do que ocorre nos últimos anos em Itaporanga, onde os assaltos viraram rotina. “Esperamos que essas pessoas possam ser identificadas e presas, mas a preocupação é ter que botar vigilante em uma clínica médica, uma coisa que ninguém nunca imaginou, principalmente por ser Itaporanga ainda uma cidade pequena”, argumentou Azif. Ele acredita que os criminosos conheciam a rotina da clínica e que sejam da região. Ele disse que ainda está sendo feito um balanço do que foi levado pelos criminosos. Depois de contabilizar o prejuízo e reorganizar seu controle de agenda e comunicação, a clínica será reaberta, possivelmente ainda esta semana. Imagem: um dos assaltantes flagrado por câmera interna.

Folha do Vali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *