Laudo de Exame Sexológico confirma que houve estupro de jovem deficiente em São José do Bonfim

O Delegado Dr. Demétrius Patrício confirmou ao repórter Fábio Diniz, da Rádio Arapuan, que o laudo pericial detectou que houve estupro a jovem de 20 anos residente em São José do Bonfim, região metropolitana de Patos. O laudo Exame Sexológico já foi encaminhado para o poder judiciário que deverá decidir sobre a ação impetrada.

O caso ocorreu no dia 22 de outubro de 2018 e tem como principal suspeito um jovem de 17 anos que reside também de São José do Bonfim. Desde o fatídico dia, a família da garota procurou a Delegacia Especializada de Atenção à Mulher (DEAM), em Patos, para que o caso fosse apurado.

O fato ganhou maior repercussão ainda devido a garota ter deficiência física e tomar remédios controlado devido à problema ósseo. O primeiro sinal de estupro foi detectado pela própria mãe da vítima que viu sangue nas roupas da garota.

O estupro teria acontecido próximo da residência da própria vítima em um terreno baldio. O principal acusado conseguiu aproximação com a vítima através de mensagens de WhatsApp, inclusive o aparelho telefônico confirmou que os dois trocaram mensagens. No celular, existem diálogos e fotos trocadas entre acusado e vítima. De acordo com a família, o suspeito induziu a vítima a enviar fotos nuas.

No dia 29 de outubro, dezenas de pessoas fizeram um ato público para pedir agilidade no processo e contra o crime de estupro. O ato percorreu às ruas de São José do Bonfim e contou representantes do Movimento de Mulheres Olga Benário, da cidade de Patos, com familiares da vítima, bem como com diversas pessoas que se indignaram com o fato na pequena cidade.

A defesa do jovem acusado alega que o ato aconteceu, porém, foi com consentimento da vítima. A família do adolescente se apoia em mensagens trocadas entre vítima e suspeito por mensagens via WhatsApp. Nas mensagens, o garoto pede fotos íntimas da vítima que as enviou e em outras existe o encontro sendo marcado.

Patosonline.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *