Homem é detido com mais de R$ 70 mil em dinheiro e cheques e 40 mil ‘santinhos’, em Patos

Um homem foi detido suspeito de praticar crime eleitoral na cidade de Patos, no Sertão paraibano, com vários materiais de campanha e dinheiro, no final da noite de quinta-feira (4). Com ele, a polícia encontrou sacolas com 40 mil “santinhos” e adesivos de candidatos, R$ 11 mil em dinheiro, R$ 60 mil em folhas de cheque e listas com nomes de pessoas e contatos.

Segundo informações da Polícia Militar, uma equipe de policiais realizava rondas nas proximidades da Praça Edvaldo Mota e desconfiou da atitude do ocupantes de uma caminhonete, ao perceber a presença da PM no local.

Os santinhos encontrados continham as fotos do candidato ao senado Cássio Cunha Lima (PSDB), do candidato a deputado federal Manoel Júnior (PSC), do candidato a deputado estadual Gustavo Wanderley (PSDB) e o candidato ao governo da Paraíba José Maranhão (MDB).

O G1 entrou em contato com a assessoria de Cássio Cunha Lima, que informou que o homem detido não tem nenhuma relação com a campanha do candidato. A assessoria de Zé Maranhão informou que está tomando ciência da ocorrência para emitir posicionamento. Já Manoel Júnior declarou que está fazendo uma campanha “paupérrima”. Ele ainda disse que está com a “consciência está tranquila de que faço uma campanha limpa, pautada no dever de respeitar a legislação eleitoral”. O G1 também aguarda retorno da assessoria de Gustavo Wanderley.

O homem que estava no carro tem 38 anos e foi encaminhado para a Polícia Federal, em Patos, e liberado em seguida. A Operação Voto Seguro, da Polícia Militar, começou na quinta-feira (4), com mais de 4,5 mil policiais e bombeiros militares e 1.380 viaturas mobilizados para atuar na segurança das Eleições 2018 na Paraíba.


G1 paraiba 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *