Falta de insumos adia cirurgias e causa transtornos no Complexo Hospitalar Regional de Patos

Profissionais do Complexo Hospitalar Regional, que compreende o Hospital Regional de Patos e o Hospital do Bem, estão denunciando a situação lamentável em que se encontram os órgãos de saúde pertencentes ao Governo do Estado da Paraíba em decorrência da carência de insumos necessários aos serviços.

Nesta quarta-feira, dia 15, a falta de insumos no setor de ortopedia fez com que fossem adiadas cirurgias. Falta de medicamentos, material de limpeza e manutenção também está gerando transtornos no Complexo Hospitalar Regional que atende dezenas de cidades no sertão da Paraíba.

Macas quebradas e insuficientes, ausência de elevador no Hospital do Bem, ar-condicionado quebrado, aparelho de radiografia quebrado, além de atraso nos salários está gerando um clima de insatisfação no órgão que é administrado também pelo Instituto GERIR.

O Governo do Estado da Paraíba vem sendo alertado pelo Tribunal de Contas da Paraíba (TCE/PB) devido irregularidades nos gastos do GERIR. No dia 20 de maio, uma comissão de deputados estaduais da Assembleia Legislativa irá visitar o Complexo Hospitalar Regional e a Maternidade Dr. Peregrino Filho. Os deputados podem se surpreender com o que vão encontrar, pois as denúncias são quase que diárias das condições nos órgãos.

A reportagem fez contato com a assessoria de comunicação do Instituto GERIR que ficou de buscar informações sobre as questões apontadas.

Patosonline.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *