#ELE NÃO ELAS SIM: Professoras da FIP são demitidas após evento fazer menção contrária a Bolsonaro

Na reta final das eleições presidenciais desse ano ainda há espaço para polêmicas. Nessa sexta (28) duas professoras foram demitidas das Faculdades Integradas de Patos por participarem de um ato contrário ao presidenciável Jair Bolsonaro.

O movimento “elenão já ganhou apoio de celebridades e políticos brasileiros e internacionais (a última a registrar apoio ao movimento foi a Madonna), mas parece que as professoras de arquitetura da FIP não poderiam dar seu apoio também.

De acordo com informações de estudantes durante o Simpósio de Arquitetura e Urbanismo (SAU 2018) um palestrante colocou o #elenão dentro de um slide e em seguida, os estudantes seguiram apoiando o movimento.

Ao final do evento, as professoras que coordenaram o simpósio foram demitidas pela direção da Faculdade.

O Polêmica Paraíba entrou em contato com a organização do ato e foi informado que o foco do evento é prestar solidariedade com as professoras. Os alunos de arquitetura registram que o trabalho de ambas foi fundamental para o crescimento do curso, quer atualmente é nota 4. Ainda de acordo com a organização, não a intenção de politizar o ato: “Vamos focar no ‘elas sim’”.

Nota da FIP:

 No final da tarde as FIP emitiram uma nota em que as exposições “divergem da sua postura institucional”.

As FACULDADES INTEGRADAS DE PATOS – FIP vêm, por meio de sua Direção Geral, manifestar-se perante a Comunidade Acadêmica e a sociedade em geral sobre alguns fatos ocorridos no Simpósio de Arquitetura e Urbanismo (SAU), promovido e organizado pela Coordenação do referido Curso, no período de 25 a 27 de setembro de 2018:

1) Não obstante se compreenda que a expressão artística e criativa dos nossos alunos, convidados e colaboradores seja livre, é compreensível que as formas de manifestação e exposição devam seguir critérios de razoabilidade e respeito ao ambiente e a utilização dos espaços, sobretudo, quando estas podem ter conotação de supostas apologias a correntes político-partidárias que destoam da postura institucional das FIP, do ambiente e do objeto central do evento;

2) A Direção Geral da FIP foi surpreendida com algumas exposições (projeções, grafites, pinturas, etc), que não só divergem da sua postura institucional, e que podem ser interpretadas pela Comunidade Acadêmica e pelo público em geral, a falsa impressão de que a nossa Instituição seja conivente ou até colabore com manifestações como as que foram vistas;

3) As FIP não pactuam com manifestações como as apresentadas pelo fato de estarem em desacordo com a tradicional postura imparcial, respeitosa e isonômica que sempre veiculou em suas instalações e, também, por compreender que os seus espaços são de diálogos abertos sobre ideias – mas não de apologias a quaisquer atos, condutas e posicionamentos políticos;

4) Destaque-se que em razão dos excessos já foi formada uma comissão interna para averiguação dos fatos e, se for necessário, atitudes serão tomadas com relação aos responsáveis.

Feitos os presentes esclarecimentos, colocamo-nos à disposição de todos para maiores e melhores informações e reitera sua postura isonômica em defesa de uma educação comprometida com a ética e qualidade.

Patos-PB, 28 de setembro de 2018.

A DIREÇÃO

Polêmica Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *