Duas transexuais fazem mudança de nome na Justiça Eleitoral, no Vale do Piancó

A Justiça Eleitoral decidiu autorizar transexuais e travestis a pedirem a inclusão do nome social no título de eleitor. Com a medida, também é possível atualizar a identidade de gênero no cadastro eleitoral.

Em Itaporanga, no Sertão da Paraíba, pelo menos duas transexuais já fizeram a mudança do nome nestes primeiros dias de cadastro.

De acordo com a Analista e Chefe de Cartório Eleitoral, Raquel Cabral, uma jovem identificada pelo nome de Maiara Vilar, foi à primeira transgênero a fazer a mudança, na 33ª Zona de Itaporanga.

Nesta quinta-feira (05), a Representante do Movimento LGBT itaporanguense, Victoria Gomes Pereira (foto), aproveitou a oportunidade para se autodeclarar e mudar a sua identificação eleitoral.

 

Entrevistada pelo DIamanteOnline, Victoria disse: “Para mim, vai ser fantástico. Sempre quando preciso viajar ou mostrar minha identidade, sofro com piadas e fico constrangida. Não é uma coisa fácil”, disse.

O Juiz titular da 33ª Zona Eleitoral, Antônio Eugênio Leite, salientou a importância da inovação. “É um grito de independência, não só pela questão física, mas também psicológica, de se olhar no espelho e se sentir igual a todos, independentemente da opção sexual”, pondera.

Raquel Cabral disse ainda que até o dia 9 de maio, o interessado deve procurar o cartório eleitoral para solicitar a mudança, que será feita por autodeclaração.

Diamante Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *